Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > SSPAP devolve documentos retirados ilegalmente do Arquivo Histórico Estadual
Início do conteúdo da página

SSPAP devolve documentos retirados ilegalmente do Arquivo Histórico Estadual

Publicado: Terça, 16 de Maio de 2017, 12h42 | Última atualização em Terça, 16 de Maio de 2017, 12h42

A Polícia Civil de Goiás entregou, nesta segunda-feira (15/5), centenas de documentos dos séculos XVIII e XIX, subtraídos do Arquivo Histórico de Goiás, e que estavam sob a posse do historiador Tayrone Zuliani de Macedo, de 41 anos. Ao todo, foram devolvidas mais de dez mil páginas de documentos.

O historiador é professor de história na rede municipal de Goiânia, e desenvolvia uma tese de doutorado pela Universidade Federal de Goiás, que tinha como linha de investigação a criminalidade no Planalto Central. De acordo com as investigações, os documentos foram subtraídos durante o período que ele frequentou o local, entre os anos de 2005 e 2012.

Segundo o delegado do 1º Distrito Policial, Luciano Carvalho, que conduziu o caso, as investigações tiveram início em janeiro, após denúncia anônima de que o historiador frequentava o local para efetuar pesquisar sobre a história policial no Estado de Goiás, mas acabava levando os documentos ilegalmente para sua residência, no Centro de Goiânia.

“Ele afirmou que iria devolver os documentos, mas acreditamos que ele tinha interesse de exclusividade sobre as informações contidas naquelas páginas, pois há outras formas de reprodução das informações, como fazer cópias ou fotografar, e não levar para casa, o que é proibido”, disse o delegado.

Os documentos foram recuperados ainda em janeiro, mas só agora, com o fim das investigações, foi possível fazer a devolução para o Arquivo Histórico Estadual de Goiás. O suspeito prestou depoimento e aguarda julgamento em liberdade.

Ao participar do ato de devolução, o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, afirmou que a falta de documentos históricos significa uma perda irreparável para a história de qualquer coletividade. “Sempre que perdemos arquivos históricos, perdemos também referenciais de construção da sociedade em que vivemos. Seria um impacto enorme na memória do povo goiano. É muito importante que estes documentos voltem para o Arquivo Histórico de Goiás”, ressaltou.

De acordo com Sueli Aparecida Marques, servidora que trabalha no prédio onde fica o acervo, o procedimento no local é buscar os documentos e entregar para o solicitante. “A pessoa faz a análise em uma sala do arquivo e ela própria guarda o documento após a consulta. Acreditamos que o professor aproveitava esse momento para colocar os documentos dentro de sua mochila”, explicou.

“São documentos de valor inestimável, e que a história de Goiás poderia sofrer uma perda irreparável, caso não fossem recuperados, já que os documentos não possuem cópias nem foram digitalizados”, destacou.

Fonte: Jornalopçao

registrado em:
Fim do conteúdo da página